São milhares  de Comunidades para intercâmbio gratuito pelo mundo, e todas, funcionam com voluntários.

Primeiramente, estando em uma comunidade de intercâmbio no exterior, é possível perceber um ambiente de acolhimento e de extrema empatia.

Os voluntários são bem tratado por todos, principalmente, porque a comunidade necessita do voluntário para funcionar.

Também, a comunidade precisa de uma boa reputação para atrair mais voluntários, e assim, obter qualidade suficiente para continuar sendo bem avaliada pelos voluntários.

Também, no fim de ciclo dos voluntários na comunidade, há uma avaliação online, que pode ser positiva ou negativa, como em um hotel, podendo manchar ou não a reputação do lugar.

Tipos de Comunidades para intercâmbio gratuito

São muitos os modelos, afinal, são milhares de comunidades pelo mundo.

Sendo assim, há centros de lazer e recreação, hotéis, bibliotecas, asilos, escolas, hostels, fazendas e muitas outras.

Certamente, é possível encontrar uma comunidade para cada tipo de  interesse, no país que desejar.

Atividades nas comunidades

Lembrando que o intercâmbio voluntário é uma troca, a permanência em uma comunidade exige uma contrapartida, é necessário desempenhar uma atividade simples para permanecer no local.

Como são milhares de comunidades, assim também, são vários as atividades a realizar, dependendo do tipo de instalação que se escolhe pelo mundo.

Atividades em comum para todas as comunidades

Todas comunidades possuem trabalhos em comum, dentre elas, podemos citar trabalhos de administração, cozinha, arrumação, jardinagem, organização, limpeza, manutenção, monitor de recreação.

De antemão, não é necessário conhecer ou ser profissional em alguma área, isso não é um fator de exclusão. O que é necessário é apenas estar disposto a aprender e colaborar na comunidade.

Crise pós pandemia

Alguns fatores têm levado muitos brasileiros a voltar os olhos ao exterior. Acima de tudo, o fator mais claro e evidente é a crise econômica causada principalmente pela pandemia.

Mais de 70% dos jovens não conseguem empregos. Sendo assim, independente do período, o negócio é investir na experiência internacional, retornando fluente e com algo diferente e único no currículo

“Viajar é mais que a visão de pontos turísticos, é uma mudança que acontece, profunda e permanentemente no conceito sobre o que é a vida. ” Miriam Beard